Sistema COC de Ensino processa jornalista (mãe de aluna) que criticou apostila

Apesar de haver exercido sem qualquer restrição o direito de resposta garantido pelo site, o Sistema COC de Ensino, dizendo-se ofendido pelo texto Luta sem Classe, de autoria da jornalista Mírian Macedo, ajuizou ação judicial pedindo a condenação da jornalista e do coordenador do ESP, Miguel Nagib, ao pagamento de indenização por supostos danos morais.

Para quem não sabe, o COC é um dos maiores sistemas de ensino do país, com escolas parceiras em mais de 150 municípios e material didático utilizado por cerca de 200.000 alunos.

A tentativa de intimidação é evidente, mas não vai funcionar. Confiamos na Justiça. Temos consciência de viver num Estado que ainda se define como Democrático e de Direito; um Estado cuja Lei Fundamental assegura a liberdade de pensamento e expressão. O Poder Judiciário não permitirá que o conteúdo efetivo dessa liberdade seja determinado pelos interesses e pela sensibilidade, sincera ou fingida, de empresários que, se pudessem, silenciariam toda e qualquer opinião desfavorável a seus produtos e serviços.

Além de ser uma covardia, a iniciativa do Sistema COC representa, por si só, uma gravíssima ameaça ao trabalho que estamos desenvolvendo no ESP em prol da descontaminação ideológica das escolas brasileiras; um trabalho que visa, entre outros objetivos, a combater a demonização, nas salas de aula e nos livros didáticos, de atores sociais como os próprios empresários que nos processam. 

Veja, leitor, o absurdo da situação. Tal como a imensa maioria das instituições de ensino privadas do país, o COC é um gigante de duas cabeças. Na área pedagógica, mandam os educadores de orientação esquerdista, que tudo fazem para satanizar o capitalismo e enlamear a classe dos empresários. Já no departamento comercial e jurídico mandam os empresários, que, tendo a incumbência de defender o nome e os interesses da empresa, nos processam por criticarmos o viés ideológico -- decididamente anticapitalista e antiempresarial -- do material produzido e dos serviços prestados pela banda marxista. Ou seja: somos processados, em última análise, para que os esquerdistas continuem a desfrutar do "direito" de cuspir na cara dos empresários! Não é fantástico?

*  *  *

Para saber mais sobre a ação movida pelo COC, clique AQUI 

Para entender a repercussão do caso sobre toda a internet no Brasil, clique AQUI

Para ler os comentários de Reinaldo Azevedo sobre o caso, clique AQUI e depois AQUI

Para ler a matéria "Ensino que é bom...", publicada pela Veja, clique AQUI.

Para ler a excelente matéria publicada no site jurídico Migalhas, clique AQUI.

Para ouvir o comentário do filósofo Olavo de Carvalho, clique AQUI.

Para ler as mensagens de apoio enviadas ao ESP, clique AQUI

 


Tomatadas

O Blog do Diniz


De olho no livro didático

Blog do Prof. Orley


Não deixe que seu professor faça isso com você.


Denuncie!


Enfim, o tema musical da educação brasileira



Biblioteca Politicamente Incorreta

O-Guia-politicamente-incorreto-da-história-da-América-Latina


 

Popular

Novidades

Contato