Mensagem enviada por Carlos Magno (25.02.2015)

Senhores, preciso de uma orientação muito importante. Minha filha testemunhou uma aula dita "educação sexual" em novembro de 2014 sem o consentimento dos pais. Minha filha que tinha acabado de completar 12 anos disse que tinha vontade de chorar, de fugir da sala de aula pelo grande constrangimento que a fizeram passar. A aula continha um pênis de plástico que era passado pela mão das alunas para aprenderem a colocar camisinha, ensinaram a praticar sexo oral e anal.

Enfurecido, fui até a escola para falar com a diretora, que informou ser obrigatório pela prefeitura e os gentes do posto de saúde eram profissionais preparados. Eu falei sobre a Convenção Americana sobre Direitos Humanos e ela fez pouco caso. Procurei advogados. Infelizmente eles disseram que processo contra o município seria de grande demora para receber. Então não pegariam.

Agora, em 25/02/2015, minha filha disse que a professora de ciências falou sobre penetração, sobre o homem quando goza dentro da vagina...

Estou impotente. Não tenho condições de levar minha filha para outra escola agora. Crio meus filhos dentro de nossa doutrina religiosa e, mesmo sabendo das necessidades de aprender sobre as manifestações de nossos organismos, tento planejar a descoberta dos pequenos através de etapas. Sei que é desnecessário apresentar essas coisas nessa idade. Porventura querem prepará-los para realizarem o ato sexual precocemente?

Me ajudem no que puderem, por favor. Sou um pai desesperado, implorando para alguém que tenha um conhecimento mais amplo que eu. 

 


Tomatadas

O Blog do Diniz


De olho no livro didático

Blog do Prof. Orley


Não deixe que seu professor faça isso com você.


Denuncie!


Enfim, o tema musical da educação brasileira



Biblioteca Politicamente Incorreta

O-Guia-politicamente-incorreto-da-história-da-América-Latina


 

Popular

Novidades

Contato