Defenda seu Filho

Divulgaremos neste espaço mensagens enviadas por pais de alunos que tenham sido ou estejam sendo vítimas de doutrinação político-ideológica em sala de aula.

Para enviar uma mensagem, clique aqui.


Coando mosquitos e engolindo camelos

Por Luiz Diniz Filho*

Já faz mais de um mês que estive na escola do meu filho para assistir a uma palestra sobre violência (eu queria ter feito um relato disso antes, mas estive sem tempo). A palestra foi realizada porque alguns alunos da escola foram investigados e/ou advertidos pelos seguintes comportamentos inapropriados: a) andaram fazendo gozações com uma funcionária do colégio no Twitter; b) alguns alunos levaram bebida alcoólica para o colégio, e mais de uma vez; c) acharam uma faca escondida no banheiro.

Quando a palestra terminou e os pais foram convidados a falar, decidi fazer uma intervenção que, embora pudesse estar fora do assunto, serviria para dar algum propósito ao tempo que passei ali.

Leia mais...

Traídos pelos que mais confiamos

Por Jorge Roberto Pereira*

Há poucos dias, num domingo, meus filhos e netos passavam o dia conosco. Com o aproximar da noite, os dois mais velhos, de oito e dez anos, se lembraram do “dever de casa” do colégio. Como tinham trazido o material escolar, concentraram-se em suas responsabilidades.

Dali a pouco, a mais novinha se aproxima e pede: “Vovô, me ajuda a encontrar uma foto de injustiça e de desamor”. Perguntei se isso era parte do “dever de casa”. Respondeu que sim e que deveria procurar em um jornal ou revista, alguma foto que expusesse as duas categorias.

Leia mais...

Impostura total

Relato de um pai de aluno sobre entrevista com o coordenador de ensino do Colégio “X”, realizada em 21 de maio de 2009.

*  *  *

A reclamação que encaminhei

O professor de geografia do meu filho afirmou que, antigamente, diziam que a dívida externa brasileira era impagável, mas “o Lula foi lá e pagou tudo direitinho”.

Fazer tal afirmação sem contar para os alunos que eram justamente Lula e o PT quem mais defendiam a tese de que a dívida seria impagável significa tirar proveito da pouca idade dos alunos para mostrar-lhes uma versão fraudada da história recente do país. E como o professor tem idade para saber a diferença entre o que Lula e o PT diziam e o que fizeram quando chegaram ao poder, está claro que o professor manipulou a história de forma deliberada.

Leia mais...

Pagina 4 de 6

 


Tomatadas

O Blog do Diniz


De olho no livro didático

Blog do Prof. Orley


Não deixe que seu professor faça isso com você.


Denuncie!


Enfim, o tema musical da educação brasileira



Biblioteca Politicamente Incorreta

O-Guia-politicamente-incorreto-da-história-da-América-Latina


 

Popular

Novidades

Contato