Depoimento de Rodrigo Pedroso (14.07.2016)

  • Imprimir

Venho por meio deste relatar um ocorrido comigo na Universidade ..., em 2012, nas aulas de Política e Economia.

Minha professora ..., que ministrava este conteúdo, fazia muita questão de dizer em sala de aula o quanto era absurdo o programa Universidade Para Todos (Prouni). Embora isso não fizesse parte de seu conteúdo, ela sempre dizia que o programa "promoveu um nivelamento por baixo da universidade". Nunca, porém, apresentou um estudo ou análise, sobre o tema. Apenas suas opiniões. Alegava que a ideia era colocar na universidade gente que não tinha condições de participar do espaço acadêmico, evidenciando preconceitos e ideias sem embasamento.

Mostra-se muito evidente que a professora emitia uma clara opinião ideológica, com objetivo de opor os alunos aos estudantes que adentravam a universidade por esse programa, promovendo a divisão entre os discentes.

Além disso, sempre que possível, a mesma exaltava o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, como um dos maiores estadistas do Brasil e o melhor presidente que o país já teve. Dizia ter votado nele e que votaria novamente se ele fosse candidato à presidência. Mais uma vez, a professora buscava fazer a cabeça dos alunos , emitindo opiniões que nada tinham a ver com o conteúdo de suas aulas. Além disso, sendo professora de política, devia ministrar suas aulas sem exaltar este ou aquele político.

Acho muito importante a proposta de combater a doutrinação ideológica em sala de aula. Pois este procedimento prejudica o bom andamento das aulas e promove a divisão entre os estudantes.

Espero ver meu relato em breve dentre os depoimentos que embasam essa importante proposta!