Depoimento de Mayla Andrade Araujo (15.07.2016)

  • Imprimir

Lembro de uma professora que passou a aula falando mal de Deus, usando o Antigo Testamento pra falar que Deus é um ser perverso. Uma aluna destemida se levantou da cadeira e pediu licença pra falar, ela e a professora quase saem no tapa. Infelizmente eu fui uma que me acovardei, apesar de estar achando um absurdo a postura da professora Eu só queria estudar, ter meu diploma e um bom emprego, mas com o tempo amadureci e vejo a importância da neutralidade do professor e do respeito que ele deve ter com a religião e as convicções dos alunos. O fato ocorreu em 2011, no curso de Pós-graduação em Língua Portuguesa e Literatura de uma instituição privada de Macapá-AP.