Doutrinação em escola particular de Cuiabá-MT

Denúncia anônima recebida pelo Twitter.

Fui aluno de uma grande escola particular de Cuiabá-MT de 1999-2001. A escola tinha uma agenda completamente esquerdista. Alguns professores diziam que se não lêssemos as revistas Carta Capital ou Caros Amigos, não passaríamos no vestibular. Tinha professor que visitava movimento sem-terra e passava a aula toda contando da fabulosa experiência. Muitas palestras de sexta a noite, eram de jornalistas dessas revistas, e éramos orientados a ir para nos atualizarmos. Diziam que se a ALCA chegasse ao Brasil , nossos pais perderiam os seus empregos. Toda uma geração foi influenciada. Pessoalmente, só vim abrir os olhos no governo Dilma, após as manifestações do “passe-livre”. Resumindo, dizer que não havia ou há doutrinação é mentira.

Deixe uma resposta

Open chat
1
Olá 😊 !!!! Como podemos ajudar?
Powered by