Depoimentos

Divulgaremos neste espaço depoimentos de estudantes que tiveram ou ainda têm de aturar a militância político-partidária ou ideológica de seus professores.

Esperamos, com isso, alcançar um duplo resultado. O primeiro é ajudar outros estudantes a identificar as estratégias de doutrinação e propaganda utilizadas por seus professores e, naturalmente, se precaver contra elas. O segundo é mostrar aos professores que porventura se reconheçam em tais depoimentos o grande erro que vêm cometendo ao tentar fazer de seus alunos futuros "agentes de transformação social", a serviço desse ou daquele partido ou ideologia.


Mensagem de Aluno da UFRJ enviada ao site de Diego Casagrande, em 28.07.2006

Sou estudante do IFCS, da UFRJ, e venho dar meu testemunho.

Hoje, a UFRJ, e pelo que posso projetar sem fazer ilações esquizofrênicas a maioria das universidades públicas brasileiras, promove a ideologia socialista-comunista como ideário de regime político-econômico universal, realizando uma verdadeira lavagem cerebral nos estudantes, com subliminar patrulhamento ideológico sem tréguas.

Leia mais...

Mensagem enviada por Luciano Marques Pacheco, em 18.07.2006

Bravo! Foi com imensa alegria que descobri o Escolasempartido. É sinal de existe uma luz no final do túnel, de que o Brasil não está fadado ao caos socialo-marxista.

Há quatro anos estudando numa universidade francesa, Université Paris VIII, ou melhor num aparelho politico-idéologico socialo-marxista-altermundialista, não ouso abrir a boca pois quando o fiz fui imédiatamente interpelado pela patrulha e ameaçado de retaliações. Pensei que talvez mudando de universidade conseguiria alguma liberdade de expressão e que absorveria algum conhecimento ao invés de idéologia rasteira. Ledo engano, em todas as instituições de ensino francesas, digo todas, a atmosphera intelectual está impregnada pela «pensée unique de gauche». Não tem saída senão o autodidatismo. Situação equivalente prevalece nos meios de comunicação. Neste contexto não causa espanto o fato de a França caminhar a passos largos me direção ao subdesenvolvimento, ao abismo, à insignificância.

Leia mais...

Mensagem enviada por aluna da Universidade Regional de Blumenau (17.01.2006)

“A matéria que a Professora Helena Maria de Azeredo Orselli leciona, Direito de Família, trata de questões como casamento, separação, divórcio e guarda. Aproveitando-se disso e fugindo do plano de ensino, a professora promove debates a fim de discutir o casamento entre homossexuais.

Sucede que ela parte do pressuposto de que o homossexualismo é uma condição normal, com esteio em algumas opiniões de psicólogos. Alguns alunos, que discordam desse fato (tbm com base em opiniões confiáveis), são excluídos da roda e ridicularizados ("quem deveria se internar numa clínica é você" ou "isso é a visão religiosa, que não tem força nenhuma" ou "já disse que isso é normal e vcs não podem discordar").

Leia mais...

 


Tomatadas

O Blog do Diniz


De olho no livro didático

Blog do Prof. Orley


Não deixe que seu professor faça isso com você.


Denuncie!


Enfim, o tema musical da educação brasileira



Biblioteca Politicamente Incorreta

O-Guia-politicamente-incorreto-da-história-da-América-Latina


 

Popular

Novidades

Contato