O Papel do Governo

Os governos municipais, estaduais e federal desempenham um papel preponderante na educação brasileira, graças ao expressivo volume de recursos destinados ao ensino pela Constituição. Cabe a esses entes, portanto, a maior parte da responsabilidade pelo estado de ideologização, politização e partidarização do ensino no país. De fato, a partir da década de 1980, os governos estaduais e federal, principalmente, não só não identificaram e não combateram o problema, como contribuíram decisivamente para a sua disseminação, ao promoverem uma perspectiva pedagógica altamente politizada.

Divulgaremos, nesta página, textos, normas e documentos que evidenciam essa grave cumplicidade do estado brasileiro com a doutrinação ideológica e com a usurpação da autoridade moral dos pais pelas escolas e professores.


Marxismo: ideologia oficial da escola pública de Santa Catarina

Por Renato Rabuske

Não parece que tudo no Brasil está piorando um pouco mais a cada dia? E está. Olhemos a saúde, a segurança pública, a política, o ensino, procurando por algo que inspire algum otimismo. Difícil, não é? Mas tudo o que está ruim, pode piorar. E vai, se não houver reação! Vejam que enquanto nós lutamos para sustentar a nós e nossos filhos, grupos ideológicos e partidos políticos se aproveitam de nossa falta de atenção para tirar proveito em seu favor e ainda, acima de tudo, pagos por nós! Um exemplo chocante disto é a introdução oficial do marxismo como base de todo o ensino da Escola Pública Estadual de Santa Catarina (EPESC), onde o marxismo foi estabelecido como Marco Filosófico (MF)! Sabia? Pois é isto mesmo!

Leia mais...

RJ: Estado tem a primeira transexual a exercer função de comando em escola

Notícia publicada no site do governo do Estado do Rio de Janeiro, em 26 de fevereiro de 2014. Leia, abaixo, o comentário do ESP.

Após oito anos dedicados à docência no Colégio Estadual Max Fleuiss, na Pavuna, Julia Dutra, de 33 anos, passou a ocupar o cargo de diretora-adjunta da unidade, em 2013. O que seria uma promoção usual no sistema de ensino, tornou-se pioneirismo no Rio de Janeiro: Julia é a primeira transexual a exercer uma função de comando em uma escola da rede estadual. Formada em Educação Artística na UFRJ e com especialização em Artes Visuais, a docente – que sempre difundiu o interesse pelo teatro, música, literatura e artes plásticas entre os alunos – destacou-se por sua competência e dedicação em sala de aula. De quebra, virou exemplo de sucesso na luta contra o preconceito e a homofobia.

Leia mais...

Plano Nacional de Educação: uma ameaça à liberdade

Por Rodrigo Constantino

O Plano Nacional de Educação (PNE) se transformou num monstrengo após passar por tantas modificações, especialmente na Câmara. O projeto inicial acabou totalmente alterado, dando ares mais autoritários, coletivistas e estatizantes, que colocam em xeque nossas liberdades e atacam o núcleo familiar, transferindo poder desmedido ao estado.

Leia mais...

 


Tomatadas

O Blog do Diniz


De olho no livro didático

Blog do Prof. Orley


Não deixe que seu professor faça isso com você.


Denuncie!


Enfim, o tema musical da educação brasileira



Biblioteca Politicamente Incorreta

O-Guia-politicamente-incorreto-da-história-da-América-Latina


 

Popular

Novidades

Contato