Vestibular

A contaminação político-ideológica também afeta os exames vestibulares, já que o professor militante também é, quando pode, examinador militante.

Nesta seção publicaremos questões e gabaritos que evidenciam a contaminação político-ideológica dos exames vestibulares, provas de concurso de ingresso no serviço público e outras avaliações.


ENEM (2007)

Esquerdopatia e ignorância militante no ENEM

Por Reinaldo Azevedo

Vi o exame do Enem, aplicado ontem (íntegra aqui). Em muitas faculdades, ele já substitui o vestibular como acesso do aluno ao terceiro grau e também serve de critério de seleção para o ProUni. Leiam vocês mesmos. O que se vê ali é assustador. As escolas públicas nada dirão porque não estão nem aí. As particulares não vão comprar briga porque o setor é sempre governista. Mas o fato é que a prova é uma vergonha.

- Uma vergonha técnica;
- Uma vergonha ideológica;
- Uma vergonha pedagógica;
- Um crime contra a educação brasileira.

Leia mais...

O Lulo-petismo na prova do ENADE

Por Reinaldo Azevedo

Há muito tempo tenho combatido e apontado aqui as distorções ideológicas presentes em livros didáticos, nos vestibulares de universidades públicas — e até privadas  — e em exames oficiais feitos pelo Ministério da Educação, como o Enem por exemplo. Quem quiser ler um post a respeito pode clicar aqui. É de 2007. Mas vocês encontram dezenas de artigos no arquivo. A vigarice ideológica está em toda parte. A selvageria a que assistimos na Uniban, de que falo em posts abaixo, não acontece por acaso. O ensino universitário brasileiro foi tomado pelo expansionismo irresponsável, de baixa qualidade, alimentado, em tempos lulistas, pelo proselitismo vagabundo. Mais do que isso: existe um verdadeiro ódio à inteligência, às delicadezas do pensamento, aos matizes e, acima de tudo, à crítica.

Leia mais...

ENADE (2007)

Socialistas nota 10

Por Carlos Alberto Sardenberg

Por acaso a doutrina marxista é oficial e obrigatória no Brasil? Se não for, é preciso anular as provas feitas pelos alunos de Serviço Social em novembro de 2007 no Enade, o Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes, do Ministério da Educação.

Os testes não deixam outra possibilidade: se o universitário concorda com a idéia de que a história e a sociedade se movem, e se explicam, pelo conflito de classes entre capital e trabalho, então deve ter tirado nota dez.

Se, ao contrário, o universitário pensa que a liberdade individual, o mercado livre e o direito de propriedade constituem os melhores fundamentos das relações sociais e econômicas — esse aluno errou a maior parte das questões.

Leia mais...

 


Tomatadas

O Blog do Diniz


De olho no livro didático

Blog do Prof. Orley


Não deixe que seu professor faça isso com você.


Denuncie!


Enfim, o tema musical da educação brasileira



Biblioteca Politicamente Incorreta

O-Guia-politicamente-incorreto-da-história-da-América-Latina


 

Popular

Novidades

Contato