Che Guevara sumiu do Escola Kids

Por Márcio Leopoldo

fotografia2Nem o Che escapou. Depois da polêmica em torno do artigo que reverenciava o santo revolucionário, os responsáveis pelo site Escola Kids decidiram transformá-lo no que George Orwell chamou de “impessoa”. O artigo desapareceu do site, ou melhor, nunca existiu. Não deixa de ser coerente, a esquerda revolucionária não se retratava, tinha por hábito apagar; de tudo um pouco. Sumiam fatos, coisas e pessoas. Uma fotografia alterada aqui, um massacre ali e a esquerda revolucionária ia tecendo a história. Esse é o problema com as ideias infalíveis, quando falham “não falharam”.

Em 1940, logo após invadir a Polônia, soldados da União Soviética executaram, estima-se, 22 mil pessoas. Além de ordenar o massacre, as autoridades soviéticas esconderam o “milagre”. Pouco tempo depois culparam os nazista, antigos parceiros na divisão da Polônia. Durante as longas décadas que o seu país ficou sob domínio soviético, os poloneses foram obrigados a esquecer aquilo que sabiam e reconhecer a versão comunista como verdadeira. Convenhamos, foram sensatos. Enquanto o Massacre de Katyn permanecia em sua versão alternativa, Stalin passava a borracha nas fotografias. Mao Tsé-Tung logo dominou a técnica. Segundo as estimativas mais humildes, riscou do mapa 50 milhões de chineses!

A “superioridade” moral das ideias desses revolucionários não é compatível com o que eles realmente fazem na realidade, então é preciso apagar e reescrever.  O Millôr Fernandes tem uma frase que, embora simples, capta com precisão a essência do projeto: “O comunismo é uma espécie de alfaiate que quando a roupa não fica boa faz alterações no cliente”. É a Reversal Russa.

E cá estão muitos dos nossos historiadores manipulando a história, tentam – e conseguem – criar no imaginário coisas que não aconteceram e apagar aquelas que realmente aconteceram. Há algo ainda mais sórdido na fábula criada pelo historiador do Escola Kids sobre o Che Guevara, além da manipulação e da mentira, o objetivo ao apresentar esse tipo de conteúdo para crianças (adolescentes) é blindar a imagem do Che para o dia em que essas crianças forem expostas à verdade. É bem provável que nesse dia as pilhas de corpos, os fuzilamentos, os campos de reeducação sejam inócuos para os seus corações e mentes. Talvez até digam um “bem feito” quando de fábula passarem para o escárnio do adversário. Aliás, normalmente o termo não é adversário, mas inimigo do povo.

Há um lado evidentemente positivo no sumiço do Che Guevara do site Escola Kids, antes era a verdade que sofria com a versão idílica do historiador. agora é a mentira que sofre um revés. É um avanço, porém, o melhor seria reconhecer o erro e contar a história verdadeira do Che. Como fizeram, fica parecendo que o artigo nunca existiu. O que realmente nunca existiu, e nisso os responsáveis pelo Escola Kids tem razão, é aquele Che Guevara que estava lá.

_________

A foto acima é um dos clássico exemplos dos retoques fotográficos promovidos pelo stalinismo. Depois do retoque, Trotsky desapareceu da foto.

Fernandes, Millôr. A Bíblia do Caos, p. 109

_________

O Escola Kids retirou o texto do Che Guevara do site, mas outras esquisitices permanecem, como a afirmação a seguir:

“Com o golpe militar e a derrubada de Getúlio Vargas da presidência do Brasil, tivemos o período militar, onde os presidentes eram eleitos pelo Colégio Eleitoral…”

Isso foi escrito pela pedagoga Jussara de Barros no artigo O Brasil no Período Militar (Aqui) Não pode ser erro ou distração, já que em outro texto da mesma pedagoga encontramos o seguinte:

“Durante essa época, Vargas agia como um ditador, mas lutava na guerra contra os ditadores da Alemanha e Itália, o que gerou grande revolta no povo brasileiro. Suas atitudes eram controversas e a vitória dos países aliados sobre os países do eixo enfraqueceu o governo de Getúlio.

“Com isso, os militares deram um golpe de Estado, depondo o presidente. Era o início da República Populista, de 1945 a 1964, tão desejada pelo povo brasileiro, assim a democracia passou a vigorar no Brasil.”

A aberração histórica acima está no artigo República Nova – A Era Vargas (Aqui)

Portanto, por favor, mantenha seu filho ou o filho de um vizinho, de um parente, de um amigo bem distante do Escola Kids.

_________

http://www.filosofiacirurgica.com/2011/03/che-guevara-sumiu-do-escola-kids.html

Deixe uma resposta