“Ele me atormentou durante meses”, diz vítima de militante disfarçado de professor

“Pois foi este professor que foi responsável pela difamação constante que sofri, pela perda de amizades e por uma série de olhares tortos que ganhei.”

Primeiramente, eu gostaria de agradecer ao escola sem partido por ajudar na divulgação de denúncias feitas contra doutrinadores.

Muitos jovens, assim como eu, são vítimas da doutrinação todos os dias, mas ficam receosos e não denunciam. Quero deixar bem claro que não faço mais parte da escola, todos os fatos relatados aqui aconteceram em 2018, no ar acalorado das eleições, onde professores que manipulam seus alunos fazem seu “trabalho sujo” em dobro.

Os professores a que me refiro – que ainda lecionam na minha antiga escola – são os professores de história e sociologia, porém vou me ater aos feitos de um, o de Sociologia. Pois foi este professor que foi responsável pela difamação constante que sofri, pela perda de amizades e por uma série de olhares tortos que ganhei. Já o professor de história (que também doutrina seus alunos ideologicamente) nunca me causou mal, apesar dos absurdos hilariantes proferidos por esse senhor, como por exemplo, dizer que a facada do Bolsonaro foi fake. Ele nunca teve nada contra mim, e até consegui, em poucas ocasiões, ter uma conversa civilizada com ele.

Se fosse só por esse professor a denúncia não se faria necessária, porém o professor de sociologia que dissemina seu discurso de ódio por todo o ensino médio da Escola Estadual ******, me atormentou durante meses, me difamou em outras salas, fez com que eu perdesse amizades, disse que eu era fascista para os meus amigos e acabou por me causar um mal estar imenso.

Foi a partir daí que me interessei por política, queria saber o quão errada eu estava por apenas ter uma opinião diferente, e através do Escola Sem Partido descobri que não fui a única e nem a última, vi que professores como esses se sentem “empoderados” por não terem pessoas para contradizê-los, e por legalmente estarem praticamente imunes.

Mas ainda assim, não busco justiça através de vias legais. Acredito que a mera divulgação desses fatos já contribua com o projeto, e pode vir a motivar outros estudantes a fazer o mesmo que eu, denunciar. Professores podem te oprimir durante um certo período, não te problema, não se intimide, professores que agem dessa maneira são charlatões, sabem que pela falta de argumentos não venceriam um debate saudável e por isso recorrem a meios beligerantes para divulgar os seus ideais. EXPONHA-OS, arranque a máscara, divulgue aos quatro cantos as bobagens ditas por eles. Mas lembre-se, você não pode vencer o professor sozinho, diga aos seus pais, diga para os seus amigos, mostre o outro lado da história. Mostre para esse projeto, seja como eu.

Vitória Vieira

Deixe uma resposta